Estética Facial

LIMPEZA DE PELE

Cuidar da pele é um ritual diário para quem deseja ter uma pele livre de imperfeições. A importância do cuidado com a pele é claro: ela reflete uma noite mal dormida, todo o stress diário, preocupações constantes e etc. Por isso, é ela que merece uma atenção especial no dia-a-dia e uma grande atenção mensal.

É recomendável que a pele receba uma limpeza profunda uma vez por mês. A Viva Saúde e Estética oferece tratamento individualizado para limpar e normalizar cada tipo de pele utilizando produtos e protocolos exclusivos.

Isso evitará o acúmulo de células mortas que deixam a pele áspera, eliminará pontos escuros (não removidos com os produtos para limpeza de pele diária) e ainda retirará impurezas profundas dos poros. Após a limpeza realizada na clínica, sua pele ficará pronta para absorver melhor os produtos que você usa no cuidado diário.

Cuidados básicos com o rosto

A espessura da pele naquele local é mais fina e apresenta uma maior capacidade de absorção para qualquer produto que seja ali aplicado. A enorme concentração de glândulas sebáceas e a sua atividade são fundamentais na definição do tipo de pele: oleosa, seca ou mista. Daí parte-se para os cuidados.

Há 10 anos, não era assim, mas hoje tanto homens como mulheres procuram com freqüência os produtos cosméticos. Os números continuam a pender majoritariamente para o sexo feminino (75% da procura), mas o marido ou o namorado já começa a acumular mais produtos no banheiro.

A zona que compreende os sobrolhos e que se prolonga até ao queixo, é a área mais oleosa, em que o problema mais comum é o da dermite seborréica: pele inflamada e em constante descamação.

Depois há ainda outras patologias registradas frequentemente. Nos mais jovens a acne é, sem dúvida, a maior dor de cabeça. Mas existe também o eczema, que se divide em dois grandes grupos: o eczema atópico e aquele que tem origem em causas externas, como é o exemplo da alergia ao níquel, que pode afeta as orelhas e as pálpebras.

Entre os 40 e os 50 anos, é freqüente a procura do médico por outras razões: manchas de pele, sinais e, em última análise, patologias tumorais que podem eventualmente surgir. Por isso, na área da cosmética existem soluções para atenuar ou mesmo debelar estes problemas. Nos casos focados, olhemos primeiro para a acne. Um dos efeitos negativos dos tratamentos para esta patologia é o de secar a pele.

Desta forma aconselha-se a que de manhã é indispensável hidratar a pele, mas com cremes sem gordura, o que inclui também a maquiagem a usar no dia-a-dia. Esta medida estende-se aos protetores solares utilizados no Verão. Por outro lado, os produtos de lavagem são importantes na acne, porque têm exatamente o efeito de eliminar as gorduras que subsistem na pele, aliando a esse fato uma ação “desinfetante”.

Cuidados com a áreas dos olhos

Vulnerável e fina, a pele da área dos olhos é a primeira a mostrar as evidências do estresse, da fadiga, da degradação ambiental e do envelhecimento.

Para piorar as coisas, a pele ao redor dos olhos é mal-equipada para se defender. Ela não tem glândulas sebáceas suficientes para autolubrificação. Por isso, os cuidados devem ser redobrados a partir dos 25 anos. É preciso hidratar e dar firmeza à pele para prevenir o envelhecimento precoce (aparecimento de rugas finas e linhas de expressão), bolsas e inchaços.

Para aplicar o produto use a ponta dos dedos, espalhe com leves batidinhas em toda área em volta dos olhos, com movimentos de dentro para fora na pálpebra superior, e de fora para dentro na inferior.

ARGILOTERAPIA FACIAL

A Argiloterapia, também conhecida como Geoterapia é a utilização de recursos minerais com finalidade terapêutica. A argila é formada a partir da decomposição do solo, ocasionada por reações físico-químicas do meio ambiente, que, ao longo dos séculos, acumula minerais, como ferro, silício, manganês, titânio, cobre, zinco, cálcio, fósforo, potássio, entre outros. As argilas são um silicato minimizado, ou silicato de alumínio e diversos oligoelementos. Entre os minerais encontrados se destaca o silício, segundo elemento mais abundante na natureza. Sua carência produz uma desestruturação do tecido conjuntivo, com sinais de envelhecimento. Por isso a argila é também utilizada para finalidades estéticas.

As propriedades da argila variam conforme sua composição. Em geral, são ativadoras da microcirculação periférica, absorventes, antioxidantes, calmantes, analgésicas, cicatrizantes, descongestionantes, purificadoras, refrescantes, regeneradoras, bactericidas etc. Tais porpriedades conferem à argila ações terapêuticas práticas, tais como: retardo do envelhecimento; alívio da tensão,fadiga muscular, insônia e má circulação; eliminação de toxinas, entre outras.

Pode ser utilizada em diversas partes do corpo:

ok no rosto para balancear a oleosidade da pele, hidratá-la e rejuvenescê-la;
ok em edemas e ferimentos não-expostos para cicatrizar (p. ex.: psoríase, acne, rosácea);
ok em dores musculares e articulares para analgesia local;
ok em terapias capilares;
ok A argila não possui contra-indicação, porém há restrição com relação ao seu uso no ventre das mulheres grávidas por causa de sua ação estimulante e ativadora da circulação.
Os efeitos podem ainda ser potencializados adicionando-se algumas gotas de óleos essenciais à argila.
Veja abaixo as diferentes propriedade existentes em cada tipo de argila. fonte: Portal da Educação:

ARGILA VERDE: rica em silício e diversos oligoelementos. Desinfiltra o interstício celular, é esfoliante suave, promove a desintoxicação e regula a produção sebácea. Efeitos: desintoxicante e adstringente.

ARGILA BRANCA: rica em silício e alumínio e diversos oligoelementos. Promove aumento na oxigenação de áreas congestionadas, a uniformização pela esfoliação suave e regula a queratinização. Efeito: revitalizador.

ARGILA CINZA: rica em silício e alumínio e diversos oligoelementos. Efeitos: antiinflamatório e cicatrizante.

ARGILA VERMELHA: rica em silício e ferro e oligoelementos. Regula a microcirculação cutânea, sendo recomendada para peles sensíveis, com couperose e avermelhadas. Efeitos: regulador e tensor.

ARGILA AMARELA: rica em silício, alumínio e oligoelementos. Resulta em efeito tensor e ativador da circulação produzido pelo ferro, além do seu maior teor de potássio. Contribui para o equilíbrio iônico e hidratante do gel celular. Efeitos: desinfiltrante, adstringente e desintoxicante.

ARGILA MARROM: Argila rara com elevado teor de silício, alumínio e titânio e outros oligoelementos. Resulta em efeito ativador da circulação, além de contribuir com um efeito equilibrador e revitalizador. Efeitos: desinfiltrante, adstringente e desintoxicante.

ARGILA PRETA: Argila rara com elevado teor de silício, alumínio e titânio e outros oligoelementos. Resulta em efeito ativador da circulação,adstringente além de contribuir com a renovação celular. Efeitos: antiinflamatório, cicatrizante, tensor e desintoxicante.

CARBOXITERAPIA FACIAL
A carboxiterapia é um método muito eficaz no tratamento de rugas, marcas de expressão, papadas e olheiras. Os resultados podem ser percebidos, pela presença eventual do Gás(CO2) amenizando a profundidade das rugas, aumentando a produção de colágeno e elasticidade da pele, tornado-a mais uniforme e fina.

PEELING DE DIAMANTE

A técnica de peeling de diamante é cada vez mais adotada nos centros de estética e se tornou uma grande aliada no tratamento da pelefeminina e masculina. O procedimento de peeling de diamante é realizado com uma caneta a vácuo, com uma ponteira de diamante de várias espessuras, que desliza sobre a pele e promove a esfoliação.

O principal objetivo deste tipo do peeling de diamante é refazer a superfície da pele, o que vai renovar as células, reduzir as rugas finas, diminuir os poros dilatados, reduzir a oleosidade e a acne. A abrasão e esfoliação com o peeling de diamante são controladas e estimulam a formação de colágeno, proteína natural da pele, que vem a ser a chave da elasticidade e do tônus facial. É um peeling leve e retira somente uma parte da epiderme, diferentemente do peeling químico, que pode em alguns casos, resultar em uma reação inflamatória e descamação.

O procedimento de peeling de diamante não requer qualquer tipo de recuperação, permitindo que os pacientes retomem imediatamente suas atividades diárias. É necessário, apenas, ficar mais atento com o cuidado em lidar com a pele renovada e sensível. Durante esse período se faz necessário o uso de protetor solar.

Por fim, o peeling de diamante não é uma técnica de uso exclusivo, devendo ser associado ao uso de produtos cosméticos, realizando sua aplicação de acordo com o tratamento proposto, como por exemplo, tratamentos de hidratação profunda, limpeza de pele, clareamento, tratamento de manchas na pele etc.

O peeling de diamante pode ser realizado em todos os tipos e tons de peles e, também, em qualquer região do corpo, sem ocasionar manchas. Geralmente, se faz o procedimento de 20 em 20 dias, dependendo da pele a ser tratada. São indicadas cinco sessões em média. O procedimento de peeling de diamante deve ser feito por um fisioterapeuta capacitado ou por um médico, em um consultório.

banner-estetica-facial

RADIOFREQUÊNCIA

radiofrequência  foi usada pela primeira vez no século XIX pelo físico francês Jacques-Arsène D’Ansorval e vem sendo utilizada ate hoje nas práticas da dermatologia estética. A radiofrequência tornou-se um padrão de tratamento estético com muitas indicações, devido à sua versatilidade, eficácia e segurança. O conceito básico desta técnica é a geração de calor no tecido subcutâneo, que induz a produção de novas fibras de colágeno e melhora o aspecto da pele. “Para isso, são emitidas correntes de alta frequência, que contam com uma tensão aproximada de 30.000 a 40.000 Volts e com frequência de 1560 a 200 kilohertz”, explica a dermatologista Ana Paula Jordão, da clínica Vivid.

“Dentre as indicações mais comuns para a radiofrequência, estão: melhora da flacidez da pele, redução derugas, redução da celulite, tratamento de cicatriz de acne e estrias.

Como é feita a sessão?

Inicialmente a pele deve ser higienizada com água e sabonete ou óleo de limpeza. Em seguida será aplicada vaselina na área a ser tratada caso seja parte do corpo ou gel de condução quando a área de tratamento for facial. Através dos aplicadores posicionados na pele, são realizados disparos de radiofrequência no local tratado.

A técnica não é invasiva e causa efeitos apenas na área de tratamento. O objetivo de cada sessão é elevar a temperatura da pele e do tecido subcutâneo até 39°C a 42°C e mantê-la por um período de 14 minutos.

Atuação no colágeno
O aparelho de radiofrequência aquece o tecido através da corrente elétrica, ocorrendo a produção da temperatura acima do normal, que gera a contração imediata do colágeno e remodelação da fibra de colágeno e elastina já existentes. Após o tratamento observa-se o estímulo dos fibroblastos para produção de novo colágeno.

Não é necessário nenhum cuidado específico antes da radiofrequência.

Aspecto da pele
Logo após a radiofrequência, a pele ficará com uma leve vermelhidão e inchaço suave a médio. Pode ainda haver urticária – caracterizada por vergões vermelhos e salientes na superfície da pele que geralmente provocam coceira – e marcas arroxeadas na pele. Pode ainda acontecer alergia à substância utilizada (o gel ou a vaselina). Todos esses efeitos colaterais são transitórios

Os resultados são rápidos e progressivos e começam a aparecer a partir da terceira sessão, dependendo de vários fatores, como idade, local de aplicação, grau de flacidez, número de sessões e manutenção dos resultados obtidos.